Archive for outubro \25\UTC 2010

h1

Estar diante de Deus…

outubro 25, 2010

Olás queridos,

Nesta semana trago como direção de oração o texto do Padre Rafael Querobin sobre o Evangelho deste domingo. Que sejamos abençoados e levados a uma intimidade ainda maior com o Senhor!

Logo escrevo sobre o I Vinde, Adorai…uma benção de renovo em nossas vidas!!!

No Amor do Amado

Carol

ESTAR DIANTE DE DEUS…

O Evangelho deste Domingo apresenta como devemos orar. Todo ser humano que crê necessita alimentar a sua fé através da intimidade com Deus. Ao nos colocarmos diante de Deus, estamos expressando o que somos, nosso temperamento, nossa personalidade, nossa visão de mundo e do próprio Deus.
Desse modo, Jesus nos oferece dois modelos ou duas formas de nos apresentarmos diante de Deus, representados por duas pessoas.
O primeiro é o fariseu, homem reconhecido como alguém profundamente religioso, que segue a lei e os princípios divinos. Junto a ele, no templo, está o cobrador de impostos, gente sem escrúpulos e exploradora. Por que será que Jesus coloca estes dois homens lado a lado? Certamente Jesus quer nos mostrar que muito mais que o nosso exterior, o que conta para Deus é a intenção mais profunda que trazemos dentro de nós quando estamos em sua presença. De nada vale nos colocar diante de Deus e não reconhecer os nossos limites, nossas imperfeções e nossa falta de conversão. Olhando para o fariseu percebemos que ele não rezou, tampouco se colocou diante de Deus; mas colocou diante de si um espelho, marcado pela sua autoimagem corrompida e desvirtuada. Deus não encontrou espaço em sua oração, porque não tem espaço em sua vida. Ele não quis ouvir a Deus. Basta-se em si mesmo.
Por outro lado, temos alguém que nos é apresentado, não pelo seus estilo de vida, mas por sua atitude diante de si e de Deus. O publicano colocou-se diante de Deus, apresentando suas misérias e sua vida corrompida. Deus ali não apenas encontrou espaço, mas tornou-se naquele momento tudo na vida deste homem. Temos aí, portanto, um caminho pedagógico para nossa vida interior se queremos cultivar nossa espiritualidade: ser o que somos, ao menos perante o Senhor e para nós mesmos. Este homem saiu do templo, mas ele já não era mais o mesmo. Este encontro certamente marcou o início de uma nova vida.
Neste mundo marcado pela superficialidade e pelas máscaras que nos impõem e que colocamos em nós mesmos, queremos nos propor para esta semana viver nossa espiritualidade com maior autenticidade, fazendo de nossa oração um momento privilegiado de encontro com Deus que nos conhece profundamente e que mora no mais íntimo de nosso ser.
Pe. Rafael Querobin, scj

http://rafaelscj.blogspot.com/2010/10/estar-diante-de-deus.html

h1

A paz de Deus

outubro 18, 2010

A paz de Deus que excede todo entendimento é alvo do nosso clamor esta semana.

Mesmo sem entender os caminhos de Deus, mesmo sem entender o que tem nos acontecido, queremos clamar que a Presença pacificadora do Senhor esteja conosco. Em todas as situações de nossas vidas, no nosso dia-a-dia, saber que o Senhor está conosco derramando Sua graça a todo momento que pedimos é o que mantém nossos corações firmes.

Mas que paz é essa que pedimos? É o sossego para nossos pensamentos, mesmo quando temos vontade de ficar revolvendo antigos problemas, na tentativa de resolvê-los. É o sossego para nossos corações, que se perdem em sentimentos, que se angustiam, que é frágil. Mas também é a paz que impulsiona a seguir confiando: “Se Deus é comigo, quem será contra mim?”. É a paz que nos faz acreditar na obra do Senhor em nossas vidas e não nos deixa parados em frente as acusações, tribulações e provações do dia-a-dia.

Em Filipenses 4,7 lemos: “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.” Este é nosso lugar: Cristo Jesus! Nele vivemos na verdade, a Sua Luz ilumina os lugares escuros de nossa alma e de nosso viver e nos coloca em condição de mudança. A paz de Deus nos dá certeza de que, mesmo no tempo de transformações, de renúncias, de dificuldades, o Senhor permacene conosco. E se Ele está, poderemos passar por qualquer prova.

Que a paz de Deus tome conta de nossas vidas!!

No Amor do Amado

Carol

P.s.: Esta semana a COmunidade Adorai faz 11 anos. Que possamos orar para que a Paz de Deus reine também nesta obra, acalme os corações e no impulsione a crer mais no poder de Deus. Dia 24 estaremos reunidos no I Vinde, Adorai! em Varginha/MG. Em uma tarde de louvor e clamor por toda Comunidade Adorai. Venha celebrar e orar conosco!

 

h1

Um testemunho tremendo

outubro 10, 2010

Olá queridos do Blog,em especial à Viviane,

um testemunho tremendo do poder de Deus

TESTEMUNHO DA VIVIANE

Oi Carol meu nome é Viviane sou de mauá em SP,estou escrevendo para dizer que no evento que tivemos aqui na diocese de santo andré de experiencia de oração,o senhor trabalhou fortemente na vida de muitas pessoas que ali estavam através de sua musica Eu e Tu que foi a musica chave deste encontro.
E o testemunho maior acredito que para mim foi o meu que no momento em que a musica estava sendo ministrada eu recebi a cura de um meoma no utero,que eu já estava em tratamento a um mês e quando o padre vanderlei que conduzia a oração no meio da musica profetizou que o senhor levava ao encontro dele uma pessoa angustiada por uma enfermidade no utero,eu me prostrei de joelhos naquele momento e começei a adorar e agradecer porque eu tinha certeza em meu coração que era eu.
E era mesmo ,na minha consulta seguinte o DR.Osmar me disse que o meoma tinha reduzido 97%,e que não seria preciso retirar o utero,somente continuar com o tratamento pois ele acreditava que em 2 meses já estaria reduzido totalmente.
Hoje estou eu aqui curada para a gloria de nosso senhor Jesus Cristo.Louvo a ele pela sua vida,pela sua musica,pelo seu ministerio,e por toda comunidade adorai.DEUS ABENÇOE VOCÊ.Um Abraço.

 

Já é tarde por aqui…mas preciso testemunhar o que o Senhor fez em minha vida hoje. Diante do cansaço do corpo, da viagem do Rio à Minas, da faculdade, de tantos casamentos e tão poucas ministrações com o ministério…coloquei meu coração em oração e clamei ao Senhor que me chamou, que me escolheu. No mesmo instante me lembrei do salmo que diz: “entrega ao Senhor os teus caminhos e tudo mais Ele fará!”. Fiz, em meu coração, mais uma vez uma consagração da minha vida, do cd que gravamos, dos novos projetos, do nosso ministério, do meu ministério pessoal. Toda ansiedade, toda expectativa…coloquei tudo diante do Senhor e aquietei por saber que Ele não deixa sua obra incompleta.

Fiquei impressionada com a resposta rápida do Senhor em consolar e avivar meu desejo de seguir em frente. Ao ler esse testemunho da Viviane, meu coração ardeu, temos prezado tanto pelas famílias, pela vida. E receber este testemunho foi tremendo e descanso ao meu coração e à minha vida: vale a pena me gastar para ser intrumento nas mãos de Deus.

Obrigada, Viviane, por testemunhar esta graça…eu fui instrumento de Deus em sua vida e você na minha…que este útero possa ser mais e mais abençoado.

Obrigada a todos que oram por nós, em especial por mim…quero ser fiel ao chamado cada vez mais.

NO Amor do Amado

CArol

 

h1

Pela fé!

outubro 5, 2010

Esta semana somos chamados a viver pela fé. Crendo que o Senhor não precisa do visível para agir em nossas vidas. E justamente crer nisso é ter fé. Quando já não há possibilidades palpáveis, caminhos estratégicos, o Senhor vem mostrar Sua visão muito maior que a nossa e Seu poder em transformar toda realidade.

“O justo vive pela fé”, nos ensina a Palavra de Deus. E queremos pedir ao Senhor para vivermos assim. Pois se não cremos que Ele pode realizar Sua obra em nossas vidas, vamos nos tornar injustos tentando a todo custo realizar, por nossas forças, nossos sonhos, tão menores que os Dele.

Quais são nossos impossíveis esta semana? E mais, quais impossíveis temos trazido em nossos corações há tempos em nossas vidas? São essas situações que o Senhor deseja alcançar, transformar. Claro que, pela fé, precisamos deixar o Senhor agir em nossas vidas da maneira como Ele quiser. Quase sempre a estratégia do Senhor é diferente da nossa, mas depois de obedecermos, veremos que os planos Dele são sempre maiores e melhores que os nossos.

É privilégio dos que creêm ver a Obra do Senhor completada. Em Hebreus 11 encontramos um testemunho tremendo de homens e mulheres que, pela fé, confiaram suas vidas a Deus e receberam bençãos incontáveis. Esses testemunhos estão aí para que nós também possamos viver assim. Convido a cada um de nós, orarmos com esse texto e declararmos que queremos ser como eles, homens e mulheres que creêm na obra maravilhosa do Senhor em qualquer cisrcunstância. No final, também nós poderemos testemunhar.

Um exercício que proponho para esta semana é de escrevermos um testemunho de fé. Pare, olhe para sua vida, veja onde foi que você confiou no Senhor, escreva seu testemunho e envie para mim e para os irmãos que também estão nessa rede. Sejamos nós, testemunhas atuais de que ainda há justos vivendo pela fé em nosso tempo.

HEBREUS 11

Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.

Porque por ela os antigos alcançaram testemunho.

Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.

Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala.

Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus.

Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.

Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, temeu e, para salvação da sua família, preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi feito herdeiro da justiça que é segundo a fé.

Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia.

Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa.

Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus.

Pela fé também a mesma Sara recebeu a virtude de conceber, e deu à luz já fora da idade; porquanto teve por fiel aquele que lho tinha prometido.

Por isso também de um, e esse já amortecido, descenderam tantos, em multidão, como as estrelas do céu, e como a areia inumerável que está na praia do mar.

Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra.

Porque, os que isto dizem, claramente mostram que buscam uma pátria.

E se, na verdade, se lembrassem daquela de onde haviam saído, teriam oportunidade de tornar.

Mas agora desejam uma melhor, isto é, a celestial. Por isso também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade.

Pela fé ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado; sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito.

Sendo-lhe dito: Em Isaque será chamada a tua descendência, considerou que Deus era poderoso para até dentre os mortos o ressuscitar;

E daí também em figura ele o recobrou.

Pela fé Isaque abençoou Jacó e Esaú, no tocante às coisas futuras.

Pela fé Jacó, próximo da morte, abençoou cada um dos filhos de José, e adorou encostado à ponta do seu bordão.

Pela fé José, próximo da morte, fez menção da saída dos filhos de Israel, e deu ordem acerca de seus ossos.

Pela fé Moisés, já nascido, foi escondido três meses por seus pais, porque viram que era um menino formoso; e não temeram o mandamento do rei.

Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó,

Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado;

Tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa.

Pela fé deixou o Egito, não temendo a ira do rei; porque ficou firme, como vendo o invisível.

Pela fé celebrou a páscoa e a aspersão do sangue, para que o destruidor dos primogênitos lhes não tocasse.

Pela fé passaram o Mar Vermelho, como por terra seca; o que intentando os egípcios, se afogaram.

Pela fé caíram os muros de Jericó, sendo rodeados durante sete dias.

Pela fé Raabe, a meretriz, não pereceu com os incrédulos, acolhendo em paz os espias.

E que mais direi? Faltar-me-ia o tempo contando de Gideão, e de Baraque, e de Sansão, e de Jefté, e de Davi, e de Samuel e dos profetas,

Os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões,

Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos.

As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição;

E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões.

Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados

(Dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra.

E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessa,

Provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles sem nós não fossem aperfeiçoados.

No Amor do Amado

Carol

Lembro a todos que precisamos orar por este segundo turno de eleições. Que o Senhor nos dê sabedoria para votar.

Também convido para o dia 24 de outubro aqui em Varginha, onde celebraremos os 11 anos da Comunidade Adorai em uma tarde de louvor e adoração, onde gravaremos algumas canções novas que o Senhor tem nos dado. Vem celebrar conosco.