Archive for maio \30\UTC 2011

h1

Reconhecer o Verbo

maio 30, 2011

Continuamos nossos passos até Pentecostes, clamando ao Senhor que nos ensine a reconhecê-Lo. Cada vez mais podemos dizer que percebemos que o Senhor está conosco, cuidando de nós, zelando por nossos sonhos e nossa vida e também nos mantendo fiéis ao Seu chamado para nossas vidas.

Esta semana, somos chamados a reconhecer o Senhor presente na Palavra: o Verbo de Deus. Quando lemos a Palavra, o Espírito nos leva a reconhecer aquilo que o Senhor quer nos falar, nos revelar, que pode mudar nossas vidas, nosso caminho, nossas intenções. Quando lemos a Palavra sem pedir ao Espírito que nos leve a esse reconhecimento podemos perder essas delicadezas e detalhes que só Ele pode nos revelar. Como está escrito: “o Espírito lhes ensinará todas as coisas”. É Ele quem nos leva a perceber o que o Senhor tem para nós e obedecê-Lo.

Que o Espírito de Deus possa colocar em nós o desejo de nos paroximarmos mais e mais da Palavra de Deus, que nossa conduta seja guiada por Ela, que nosso caráter moldado segundo o caráter de Cristo, ensinado na Palavra. Se queremos seguir a Cristo, andar nos Seus caminhos, obedecer, é preciso nos aproximarmos com intimidade da Sua Palavra, Sua Presença real como Verbo de Deus!

No Amor do Amado

Carol

 

Agradeço a todos pelas orações. O 4o. Adoradoras foi uma benção. Realmente, este é o ano de sermos surpreendidos pela Graça de Deus. Ontem (29 de maio) o Senhor nos fortaleceu e nos confirmou em nosso chamado ecumênico e, mesmo com todo cansaço que um evento assim pode nos causar, já fica em nosso coração o desejo de fazer mais, de sermos mais e mais obedientes à vontade do Senhor: “Ser um para que o mundo creia!”. Agradeço, de todo coração, aos que se empenharam em nos sustentar em oração. Logo colocarei no blog testemunhos e um texto sobre o evento deste ano. Deus os retribua.

h1

Reconhecer o Caminho

maio 23, 2011

Continuamos nossos passos no tempo de Páscoa, em preparação para Pentecostes. Passos estes, que precisam estar firmados e certos de por onde caminhar.

O Senhor Jesus se apresenta a nós como Caminho, Verdade e Vida e somos chamados a aprender a reconhecê-Lo assim.  Muitos são os caminhos que nos são apresentados. É fácil reconhecermos alguns que não são o do Senhor, quando estes escancaradamente trazem mentira, morte, violência, maldades e tantas outras marcas que estamos acostumados a perceber no mundo de hoje.

No entanto, alguns caminhos se misturam ao caminho do Senhor pela sua sutileza com que se aprensentam a nós e este é o perigo: não percebermos que estamos trilhando um caminho que não é Ele, estamos nos afastando da Verdade e perdendo a Vida que deveria jorrar como fonte em nós.

Quando deixamos de perguntar ao Espírito o que fazer, como fazer, como ser corremos o risco de entrar por esses caminhos que nos esvaziam e acabamos perdendo a força e a coragem para continuar.Quando a independência toma conta de nós, é fatal que iremos nos perder. Quem nunca passou pela experiência de tentar achar um lugar sozinho, sem pedir informações e acabou completamente perdido e, depois de muito andar e dar voltas, de estar cansado e desgastado, pára e questiona alguém, que quase sempre diz: “Você precisa voltar e virar ali atrás…”

Grandes são as obras que o Senhor deseja fazer em nós e através de nós, disso não temos dúvida, mas precisamos parar e perguntar sempre. E se for preciso vamos “voltar e virar ali atrás”, onde deixamos de ouvir o Senhor e seguimos nossas próprias idéias e caminhos. E acabamos perdidos, cansados, querendo desistir e parar.

O Espírito está sempre pronto a nos colocar no Caminho, para não vivermos longe da Verdade, sem Vida. Que Ele mesmo, Aquele que esperamos e ansiamos, já caminhe conosco, nos mantenha em Jesus e nos faça chegar ao fim de nossa carreira da forma como devemos chegar. Complete a obra começada em nós e nos ensine a “fazer tudo que ELe disser!”, pois esse é o melhor caminho, esse é o Caminho.

“Mas o Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito.” João 14,26

No Amor do Amado

Carol

Lembramos a todos que estamos na semana do IV Adoradoras (ENcontro Ecumênico de Mulheres em Varginha/MG) e peço que intensifiquem as orações por nós, queremos seguir os critérios de Cristo e permanecer fiel no Caminho. Já crendo na vitória que estamos recebendo. Surpreenda-nos, Senhor!!!

h1

Reconhecer a voz do Pastor

maio 16, 2011

Reconhecer é a palavra para este tempo que estamos vivendo. Começamos pedindo ao Senhor que pudéssemos O reconhecer Vivo, Real, Ressucitado. Depois, pedimos para reconhecê-Lo caminhando conosco, nos levando à comunhão com Ele.

Esta semana, pedimos ao Senhor que nos ensine a reconhecer Sua voz de Pastor. Somos todos suas ovelhas, independente de onde estamos, de qual “grupo” de ovelhas fazemos parte, ou até mesmo de como estamos, perto ou longe, saudável ou doente. Somos todos ovelhas do Grande e Bom Pastor e precisamos aprender a escutá-lo e reconhecer Sua voz no meio de tantas outras que nos rodeiam e tentam chamar nossa atenção.

No Evangelho de João, capítulo 10, de 11 a 18, encontramos o Senhor nos dando as dicas para reconhecê-lo em meio a tantas falsas vozes que tentam nos confundir:

1- “O bom pastor dá a vida por suas ovelhas”. Se temos ouvido que caminhamos sozinhos, que tudo temos que resolver sem a ajuda de ninguém, podemos ter certeza que não temos ouvido a voz do Pastor, pois Ele diz que dá a vida pelas suas ovelhas, cuida delas, sofre com elas, as conduz ao lugar certo de descanso e chegada. Não nos abandona quando precisamos, quando estamos em perigo, mas, pelo contrário, assume nossas dificuldades e se entrega em nosso lugar.

2- “Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem”. O Senhor nos conhece e nós o conhecemos. Precisamos manter nosso coração atento, por que ele reconhece quando o Senhor chama mesmo em meio à tantas outras vozes. Precisamos deixar o Espírito nos ensinar mais e mais a reconhecer a voz do Senhor.

3- “Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil: também a elas devo conduzir; escutarão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor”. A voz so Senhor sempre leva à unidade. Jesus nunca perdeu tempo em falar que o Pai quer um povo só, um só rebanho, uma unidade entre aqueles que creem na Salvação. Naquele momento, falando aos judeus, Jesus revelava que muitos outros pertenciam àquele redil. Falava dos pagãos, dos outros povos…falava de nós! Nós somos fruto da obediência do apóstolo Pedro e de Paulo que foram além dos limites judaicos para que a Salvação chegasse a todo canto (Um exemplo disso é a leitura de Atos 11, 1-18).

Estamos no tempo de reconhecer o Senhor agindo em nossas vidas, presente em nossa história, levando-nos como ovelhas muito queridas ao lugar de descanso e alimento. Levando-nos todos juntos à Presença do Pai.

Que nossos ouvidos se abram e nosso coração esteja atento para rejeitar as falsas vozes e seguir a Voz do Senhor.

No Amor do Amado

Carol

Lembro que estamos à duas semanas do Adoradoras: Peçamos ao Senhor que atraia as adoradoras de todo lugar que Ele quiser e nos faça reconhecer Sua voz que mais e mais nos leva a estarmos juntos para adorá-Lo. Conto com as orações de todos.

h1

Reconhecer o Salvador

maio 12, 2011

Esta semana somos confrontados pelo Evangelho de Lucas que narra o encontro de Jesus Ressucitado com os discípulos de Emaús (Lucas 24, 13-35). Podemos nos colocar no lugar desses homens?

Vamos nos ater a dois pontos deste trecho da Escritura e que para nós serão direção de oração: 1- Caminharam com Jesus, sem o reconhecer e 2- Sesus olhos se abriram quando Ele partiu o pão.

No primeiro ponto, podemos perceber dois corações frustrados, entristecidos, cegos pela tristeza de ter visto o Mestre, a Esperança do povo, ser crucificado e morto. Tamanha realidade de sofrimento fez com que os dois estivessem como que fechados à própria presença do Ressucitado ao lado deles, caminhando com eles. Quantas vezes, permitimos que nossas dificuldades e frustrações nos impeçam de reconhecer o Senhor no caminho? E mesmo nós, como aqueles dois homens, que ouvimos e lemos sobre as promessas, que estivemos com o Senhor, que O sentimos, que O ouvimos falar, que recebemos Seu amor, podemos não percebê-lo conosco por que fixamos nossos olhos na morte, no que nos inquieta e não naquilo que Ele já havia dito.

O segundo ponto é onde eles reconheceram o Senhor: quando Ele partiu o pão. Na mesa, na partilha, em comunidade reconhecemos o Senhor. A mesa é o lugar do encontro, lugar de conversar, de estar com o outro. Assim também deve ser em nossas igrejas, em nossas comunidades de fé. Precisamos reconhecer o Senhor que partilha, que se junta a nós em nossas vidas e comunidades, que quer fazer parte de nossas vidas.

Que nossos olhos se abram para que não deixemos o Senhor passar por nós sem abrir nossos olhos para que o reconheçamos.

No Amor do Amado

Carol

Lembro a todos que estamos a poucos dias do IV Adoradoras – Encontro Ecumênico de Mulheres aqui de Varginha. Peço a todos que coloquem em suas intenções de oração nós, que estamos na organização, as igrejas envolvidas e também as mulheres que o Senhor tem atraido ao desejo pela unidade na oração. Também teremos em junho o Fórum Ecumênico em Juiz de Fora. Que juntos possamos caminhar com o Senhor, reconhecendo-O conosco e nos irmãos.

h1

Nosso Redentor vive!!!

maio 3, 2011

Este é o grito que ecooa em nós esses dias. Somos chamados a ser anunciadores desse Redentor que entregou a própria vida em nosso favor, para que, por meio dela tenhamos vida em abundância.

Em uma frase, encontramos coisas que somos acostumados a ouvir e ler: 1- Somos chamamos, 2- chamamos a ser anunciadores, 3- Jesus entregou sua vida por nós, 4- Por meio de sua entrega temos vida, 5- Vida em abundância. Mas as vezes a gente lê por lê e esquece…

Nosso Redentor Vive!!! Não somos seguidores de um homem bom, alguém que fez grandes coisas na história e que precisamos seguir seu exemplo. Apesar de que Jesus foi um homem bom e fez maravilhas enquanto homem na história, não podemos nos ater no Jesus histórico apenas.

Já ouvi muitas vezes pessoas dizerem que o tempo da manifestação passou, que o tempo dos milagres passou, o tempo de “sentir, tocar” Deus passou. Mas, todos os anos a Igreja de todo o mundo, em toda denominação, declara junta: “Nosso Redentor Vive!”.

O Senhor vive em toda glória, muito mais presente que enquanto homem. Por Sua entrega, o Senhor Jesus, resgatou para Si toda humanidade condenada, como lemos em Col 2,14, fixando o contrato contrário a nós na Cruz. Aprendemos que , pela Cruz, o Senhor rasgou o véu do templo, aquele que separava a manifestação de Deus para poucos, para aqueles que, uma vez por ano, eram escolhidos para entrar e se delíciar em Sua Presença. Nós somos herdeiros da Presença constante de Deus. Somos herdeiros da Graça, Herdeiros da Vida. E não podemos limitar nossa experiência com o Senhor a saber de Sua história e seguir preceitos e exemplos. Isso é importantíssimo para nós: conhecer a história do Salvador e aprender dele a sermos homens e mulheres de Deus nesta terra, mas Ele vive e age em nós hoje de forma tão intensa quanto antes agia como homem.

Esta semana somos chamados a clamar o Espírito que vivifica a Igreja e nossas vidas. Ele que convence os corações, venha nos convencer mais e mais de que  Senhor é Real, tanto quanto eu ou você, e que tem agido em nosso meio, em nosso tempo e em nossa história.

No Amor do Amado

Carol