Archive for abril \25\UTC 2008

h1

E mais uma vez Ele diz: Eu cuido de tudo!

abril 25, 2008

Dia após dia as preocupações vem ao nosso encontro. São tantas situações difíceis, nem sempre com a gente, mas também com as pessoas que estão perto de nós, que corremos o risco de nos desesperarmos.

Esta semana, muitas notícias me aflingiram o coração. Um bebê que corria risco de vida, outro, ainda no útero da mãe, também, um rapaz que foi preso por causa de droga, amiga com dúvida de fé, outros que perderam parentes e amigos, com problemas em casa, no trabalho, na família, tantos que não conhecem o Amor de Deus e estão destruindo suas vidas….tantas notícias más chegaram ao nosso ouvido aqui na Comunidade. Na verdade, todos os dias, pessoas vem aqui com problemas, duvidas de fé, feridas com a Igreja, desespero familiar.

Essas coisas acabam por ir enchendo nosso coração e se não o esvaziarmos ficaremos cheios de sentimentos perturbadores.

Ontem, me senti desanimada, entristecida e , na verdade, não tinha motivo pessoal pra isso. Mas, as notícias dos meu amigos foram me preocupando a ponto de eu me entristecer por não saber como ajudá-los. E percebi que não posso mesmo, só o Senhor pode.

Em uma certa hora do dia, parei um pouco o meu trabalho e entrei no site da Canção Nova. Graças a Deus por essa minha atitude. Havia um texto do monsenhor Jonas Abib falando sobre o Espírito Santo. Nesse texto ele falava de um trecho da Palavra que conta que o povo de Deus pedia a Ele carne, pois estava com fome. E o Senhor, antes de lhes dar a carne lhes deu uma porção setenta vezes maior do Espírito Santo.

Por que? Por que a presença do Espírito Santo em nossa vida é do que mais precisamos. Mais que qualquer dom ou bem material. Pois, se temos o Espírito Santo as más notícias não nos deixarão inquietos. As situações não nos tirarão a paz. A falta disso ou daquilo não nos fará perder o gosto pela vida.

“Em Jesus temos tudo”, disse santa Terezinha, que com certeza percebeu que é no Senhor que encontramos tudo o que precisamos. Toda resposta, toda ajuda, todo amor que precisamos está no Senhor.

Ainda pude presenciar mais do maravilhoso do cuidado de Deus, hoje de manhã, fomos tocar na missa. E a leitura dizia: “Entregue vossos problemas ao Senhor e Ele cuidará de tudo”. Que podemos fazer diante de tantas situações, aos nossos olhos impossíveis? São tantos problemas que nos são apresentados, esperando solução, que nos percebemos incapazes de resolver. Mas, se tomamos a atitude de entregá-los ao Senhor, Ele cuida de tudo.

Colocar os problemas e situações difíceis nas mãos do Senhor nos livra o coração para a Presença Dele. Em vez de nos prendermos áquilo que não podemos resolver, nos apegamos ao Senhor e Ele nos ajuda a solucionar tudo que nos é difícil e preenche a nossa vida.

Hoje, coloco meus amigos e suas situações nas mãos do Pai. Sei que sozinha não posso ajudá-los e nem consolá-los como precisam. Mas peço a Deus uma porção setenta vezes maior, que a preocupação que estão tendo, do Espírito na vida de cada um. Com o Senhor somos mais que vencedores sobre todas as coisas que nos causam aflições.

E você pensa que Deus parou por aí? Não! Ele sempre tem mais. A vigília de Adoração da Comunidade foi maravilhosamente preenchida pela Presença de Deus. Confesso que não me sentia muito preparada para ministrar, estava cansada e essa semana não estive muito com o Senhor, mas se Ele me queria lá eu estaria lá e Ele que cuidasse de tudo. E foi exatamente o que Ele fez.

Começamos cantando Mais e Mais (uma canção nossa) onde dizemos ao Senhor que acima de tudo que poderia nos levar àquele grupo nosso maior motivo é experimentar mais e mais da Sua Presença. Essa canção abriu-nos para a realidade que Deus teria pra nós. CAntamos mais louvores e chegamos a uma canção que diz “Eu sou tua casa, repousa em mim, ó Deus. Eu sou tua casa, tua morada.”. Que momento lindo tivemos, convidando o Senhor para entrar na nossa casa, que também é Dele. Dizíamos juntos: Seja bem vindo, Espírito Santo. E foi palpável a entrada do Senhor naquele lugar e em nosso lugar, que é nosso coração.

Poderia escrever…escrever…escrever, mas a experiência fala mais que a simples leitura. Se ao ler esse texto você ficou com vontade de ter estado conosco, eu lhe digo que essa Presença real do Senhor está tão perto e possível pra você aí onde está quanto foi e é para nós nas Vigílias.

Chame o Espírito Santo a morar na casa do seu coração. Que Ele habite em todos os lugares, sare as feridas e frustrações e traga vida para sua vida. O Senhor tem procurado  um lugar e a Palavra diz que nós somos o lugar, templo, do Espírito. Então, peça e Ele virá.

Seja bem vindo, Espírito Santo!

No Amor transbordante do Amado

Carol

h1

A cura de Deus

abril 20, 2008

Essa semana que passou, estava no Rio de Janeiro, sozinha.

Ficar sozinha, as vezes é um problema pra mim, mas estou experimentando a cura de Deus a cada vez que vou pra lá e fico sozinha com Ele.

Dessa vez, não foi diferente. Cheguei no Rio na quarta feira, tive aula durante o dia e fui para onde fico à noite e comecei a orar, meio que sem pretensões, por causa do cansaço. Mas o meu amado Deus não faz nada superficial, e num instante eu comecei a lembrar de pessoas que marcaram a minha vida de uma forma não tão boa quanto eu queria. Pessoas que machucaram meu coração, que tinham duplicidade de sentimento. Foi doloroso lembrar delas, mas o Senhor tinha um plano pra isso.

Ele colocou no meu coração que quem está perto de mim hoje, está sendo cura pra minha vida dessas marcas, que me fazem duvidar, as vezes, das amizades. Mas, como se diz, amizade ruim se cura com amizade boa. Deus tem colocado em minha vida amigos, que se tornam tão chegados quanto irmãos, que vêm para purificar meus relacionamentos, me ensinar a ser amiga de verdade. Tenho tentado dar maior valor às pessoas perto de mim e deixar que Deus me cure através delas e cure-as atravéz de mim.

Deus tem colocado pessoas na minha vida que têm sido balsamo sobre o meu coração. Partilho isso para que você ao ler esse pequeno testemunho possa parar pra pensar sobre as pessoas que estão perto de você. São pessoas que te levam pra Deus, ou te afastam Dele. Em Eclo 6 diz: Um bom amigo é cura para as feridas do coração.

Deixe Deus aproximar de você as pessoas certas e afastar aquelas que Ele quizer e você, como eu, verá o quanto seu coração será curado.

NO Amor do Amado

Carol

h1

Sou artista, sou estrela!

abril 10, 2008

olá queridos…estou colocando um texto que há alguns anos escrevi…e minha cunhada achou e pediu que colocasse no blog…Deus abençoe a todos com ele…

SOU ARTISTA, SOU ESTRELA!

Fui indagada por um jovem cantor da minha Igreja sobre o “estrelismo” de alguns cantores mais conhecidos da Igreja Católica e Evangélica. Não sabia o que dizer a ele, também sou jovem demais e tive medo de falar algo que não o ajudasse.

Enquanto conversávamos, discutindo sobre a importância do estudo musical, tanto quanto da oração nos ministérios, pedia a Deus que me enviasse Seu Espírito e que me ajudasse, pois até mesmo eu tinha um certo preconceito sobre este assunto: ser melhor implica em aparecer mais. Isso é bom?

Deus sempre nos usa no que mais precisamos.

Durante minha vida no serviço a Deus, eu pude conviver com um Mestre que me ensina mandando que eu ensine os irmãos. Muitas vezes o assunto em que eu mais estou em dúvida é o escolhido pelo Senhor para que eu fale em retiros, grupos de oração ou, até mesmo, em conversas casuais com os irmãos.

Dessa vez não foi diferente. Deus sempre colocou em nosso coração, Comunidade Adorai, que deveríamos dar tudo a Ele, incluindo qualidade no que fazemos. Chega de trabalhos medíocres, sem fundamento, feitos por fazer. Era hora de se gastar pelo Evangelho (“Vê se desempenha bem o ministério que recebeste do Senhor” Col 4, 17 ). Tudo fazemos por obediência a Deus, mas os resquícios de uma mentalidade errada na Igreja ainda afligia meu coração: Será que eu não sou estrela demais?

Conversando com aquele rapaz pude perceber a hora exata em que o Senhor veio em meu socorro e cumpriu, mais uma vez, a Palavra que diz: “Não temas. .. Eis que ponho as minhas palavras em tua boca” (Jer. 1, 8s).

O Senhor levou – me a contemplar o Seu nascimento. E naquele momento o véu se rasgou mais uma vez na minha vida, agora ministerial.

Comecei a enxergar um fato que eu nunca tinha reparado antes: Quem levara os magos até Jesus? Ora, uma ESTRELA!

Meu Deus, por que nunca percebi isto?

A estrela precisava ser estrela naquela hora, para que pudessem Ter certeza do caminho e do lugar certo. Ela não brilhou menos por que iria ofuscar Jesus. Como uma pequena estrela ofuscaria o Sol?

Ao chegarem até o Senhor, os pastores nem ligaram mais para a estrela, pois esta já tinha cumprido seu papel. (Mt 2, 1 – 11)

A estrela foi motivo de alegria para os homens que buscavam o Senhor, sabiam que onde estava a estrela, lá Ele estava também. Como é valioso e importante lembrarmos sempre disso: onde estava a estrela eles sabiam que o Senhor estava…

A Palavra diz que “ De fato, Cristo é o Senhor: estai a Seu serviço” (Col 3, 24).

Ser estrela requer cuidado, cautela e muita humildade em saber que brilhamos, sim, mas não somos o centro do universo. Nossa luz não é e nunca será mais forte que a do Sol. Nossa função é, simplesmente, mostrar o caminho. Brilhar neste mundo cheio de trevas e revelar Jesus.

É muito bom saber que quando alguém olha para nós sabe que conosco está o Senhor! Se isso não acontece, aí sim, precisamos nos preocupar. O que estamos mostrando? A que caminho estamos levando aqueles que nos escutam?

Estrelas sempre mostraram caminhos. Homens se guiavam por elas para chegarem a algum lugar, para saberem onde estão. Por que então os magos perceberam que aquela estrela, em especial, era o Sinal prometido? Talvez ela tenha brilhado mais forte do que as outras. Ou, então, seu brilho era apenas diferente. Diferente de tudo o que tinham visto, de todo brilho que conheciam. Mas o mais importante, eu creio, que a maior diferença daquela estrela para as outras era o objetivo que ela tinha, a missão que estava cumprindo. Ao olharem para a estrela os magos entenderam, em seus corações, que era o Sinal do Senhor. Puderam ver além da estrela, não ficaram somente admirando a estrela e sua beleza, por que sabiam que havia algo mais por trás de todo aquele brilho.

Mas o brilho foi necessário.

“Cada um use o Dom recebido a serviço dos outros, como bons administradores da multiforme graça de Deus”

(I Ped. 4, 10)

Deus nos escolhe para o seu serviço, quer nos fazer estrelas, mas não quer fazer tudo sozinho.

Nos dá sabedoria para escolhermos de que maneira administraremos os dons recebidos. Nós escolhemos se investimos e aumentamos o Dom ou se o enterramos e deixamos que ele morra sufocado dentro de nós. Conhecemos muito bem a frase que diz “ Cantarei com o espírito, mas cantarei também com minha inteligência” (I Cor 14, 15).

O Dom está a serviço dos outros. Deus quer atrair a todos através dos vários ministérios dados à Igreja. Então, como atrairemos alguém se não nos empenhamos em melhorar no que fazemos? Se precisamos atrair quem está longe de Deus, é necessário sermos melhores do que aqueles que estão atraindo seus olhares agora. Existem muitas estrelas que chamam mais atenção para si do que as estrelas que deveriam estar chamando a atenção para Deus. Por que? Por que temos medo!

O medo de ser chamado de estrela faz com que muitos artistas da Igreja não dêem seu máximo para o Senhor ou, pior ainda, saiam da Igreja para darem seu máximo como artista para o mundo.

A causa desse afastamento é que muitas vezes declaramos que esses músicos são orgulhosos por fazerem sempre algo diferente, por ensaiarem arranjos instrumentais e vocais sofisticados e preferimos aqueles que não se empenham nem em aprender músicas novas e cantam sempre as mesmas, “é melhor por que todos já conhecem” – pensam eles e nós também – mas esquecemos que estas músicas um dia também foram ensinadas e que só as sabemos hoje por que alguém teve coragem de tocar algo diferente.

Deus merece o melhor em tudo, na ornamentação do altar e da Igreja, nas vestes dos ministros da Eucaristia e da Palavra, no desempenho destes ministérios (quem gosta de escutar uma leitura mal feita que não dá para entender …), na presidência da Celebração, feita pelo sacerdote (Quantas vezes escolhemos a Missa que vamos por que aquele ou este padre explica melhor o Evangelho, ou é mais descontraído). Por que Deus não merece músicos bons? Por que todos os outros ministérios podem ser estrelas e o ministério de música não?

É preciso medir pelo que ouvimos e sentimos e depois dizer se estão sendo estrelas que levam a Deus ou que atraem olhares para si mesmos. Quando Deus está presente contemplamos a qualidade musical como veículo da unção. Alguns dizem que Deus usa do que temos para tocar Seu povo, mas não devemos usar disso para nos acomodarmos no pouco que temos, mas implica em desejarmos dar sempre mais para Deus, mais e melhor. Aí seremos considerados estrelas, sim, estrelas que mostram o Caminho. Estrelas que chamam atenção, sim, por que precisam brilhar, mostrar que são diferentes e que vale apena ser assim. Vale a pena ser estrela para Deus.

Vale a pena nos desgastarmos no estudo para dar tudo ao Senhor e recebermos a alegria da Salvação, nossa e daqueles que escutam a nossa música.

Eu sou estrela, sou artista e Deus é digno da minha arte por inteiro, sem medições. Quero me esforçar para brilhar e mostrar cada vez mais nítido o caminho que leva ao Céu, a Deus. Que outros possam ser estrelas também para mim, aí eu não vou me perder em rotas estranhas, juntos caminharemos e mostraremos caminho.

Hoje percebo que aparecer as vezes é necessário, ser estrela, mesmo que por alguns instantes, é preciso quando Reino está em jogo. Chamar a atenção pela qualidade é o primeiro passo para fazer voltar a Deus os que saíram de perto Dele por buscarem “algo melhor” que ofuscávamos pela falta de zelo pelo serviço a qual Deus nos chamou. Se interessando pela nossa arte, muitos terão a oportunidade de se encontrar com o Senhor, pois é o próprio Senhor quem usa de nós para atrais os homens.

Se o Senhor quiser seremos mais e mais estrelas a cada dia e o Seu Caminho ficará mais e mais iluminado. Aleluia!

NO Amor do Amado,

Carol

h1

Adorai na Canção Nova!!!

abril 5, 2008

Nosso querido padre Róger embarcou hoje para sua nova missão: Estados Unidos.

Graças a Deus conseguimos ir nos despedir dele.

Aqui em casa, sentimos vontade de darmos a ele o que temos de melhor em nós, que é nossa música, dom do Senhor em nossas vidas. Uma das canções que cantamos foi “Usa-me”, onde declaramos ao Senhor que não sabemos falar, mas se Ele quizer falar em nós estamos aqui, se Ele quizer nossos pés para caminhar, estão aqui, nossas mãos para tocar as pessoas, estão aqui. Tudo de nós está a disposição do Senhor. Assim como nos disse o padre Róger: “Não pedi, não sonhei, não planejei, mas estou à disposição do Senhor, para ir onde Ele quizer que eu vá”.

Nossa ida à CAnção Nova foi uma benção e sei que a ida da Canção NOva para os Estados Unidos, na pessoas do padre Róger também será.

Além do abraço no padre, também visitamos um amigo, que a cada dia se torna tão chegado como um irmão, Paulinho de Jesus (sua sinceridade nos encantou!). Deus o abençoe pelo carinho com que nos recebeu.

Fica aí partilha com os irmãos e o pedido de oração pelo padre, em sua missão, pelo Paulinho que está com muuuuito trabalho (e esquece as coisas…rsrsr) e por nós, para que tenhamos a coragem de ir onde o Senhor nos levar. Assim que estiverem comigo, coloco fotos aqui.

No Amor do Amado

Carol

h1

Os sonhos de Deus…sementes em nossa mãos!

abril 1, 2008

Os sonhos que Deus tem para nós são como sementes que ele nos entrega, para que nasçam, cresçam e frutifiquem. Aos olhos de quem recebe parecem tão pequenas e frágeis, chegamos a duvidar se realmente tudo que sonhamos está ali, num lugarzinho tão pequeno.

O que eu sonho é tão grande, Senhor, como pode caber aqui?

Quem nunca ouviu dizer que a maior árvore sai da menor semente! Ela possui em si toda possibilidade de que o que contém nasça, cresça e frutifique. Digo possibilidade por que, depois que recebemos a semente dos sonhos de Deus para nós, algo que nenhum olho viu, nenhum ouvido ouviu, nem o pensamento humano pôde imaginar, passamos ao segundo nível para a concretização desses sonhos: deixar que a semente seja enterrada.

Como é difícil! Enquanto estamos com a semente nas mãos, vemos onde nossos sonhos estão, tocamos a realidade da possibilidade de tudo acontecer, mas corremos o risco de ficarmos só nisso. Corremos o risco de ficarmos imaginando, com a semente nas mãos, como será a árvore, seus galhos, suas folhas, seus frutos. Como será linda a nossa árvore, dará sombra ao cansado e alimento ao faminto. Não, se continuar em nossas mãos. A semente fora da terra seca e fica estéril.

Lançar a semente na terra é tarefa para os corajosos. Para aqueles que sabem que os sonhos de Deus não se frustram e mesmo que não possamos vê-la, pois está no solo, sabemos que ali  está germinando, gerando todas as coisas maravilhosas que o Senhor tem pra nós. A semente agora, não precisa nada mais de nós do que a aceitação, coragem e clamor. Aceitação de que não somos nós que vamos fazê-la germinar, mas sim o solo do Espírito Santo, que possui todos os nutrientes necessários para a vida da semente, coragem de perdê-la de vista, com a certeza de que no tempo oportuno a veremos de novo e clamor, que é com o que as sementes celestes são regadas.

Por muito  tempo, para mim foi difícil aceitar que mesmo quando não vejo as coisas acontecendo não quer dizer que não estejam acontecendo. Achava que tinha perdido a semente, que havia morrido. Cheguei a pensar que os sonhos que continha não eram para mim, por isso não germinava. Mas, os sonhos da semente não são meus, são de Deus e é preciso esperar o momento certo para que ela nasça. E vai nascer!

Quando aparecem as primeiras folhas no solo, nosso coração se enche de ânimo e coragem. Ela nasceu! Deu certo! Aleluia! Esse tempo é necessário! Passamos a primeira prova da semente: mesmo sem vê-la, acreditamos que a vida brotará. O que a terra sozinha poderia fazer pela semente, ela fez,  tudo que  precisou até agora pra sobreviver e brotar a semente recebeu. E nós só tivemos que esperar e confiar no solo fértil em que lançamos nossos sonhos. O lindo é ver que Deus nos dá os sonhos e nós plantamos Nele de novo, por que só no Senhor é que frutificaremos.

Agora, já a nossa vista, a semente precisa crescer. Se pararmos de cuidar dela, ela morrerá. Ainda não está concluido, mesmo que já maravilhoso, o sonho de Deus. Esta ávore precisa crescer e dar os frutos abundantes.

Planta pequena não dá fruto, mas é desde pequenos que os sonhos de Deus precisam receber cuidados. Água, nutrientes, cuidado com o mato em volta da planta, dos animais que querem comer suas folhas. Toda essa responsabilidade o Senhor nos dá.

Regamos os sonhos de Deus, como já disse, com nosso clamor, nutrimos com o louvor, retiramos o mato à sua volta com a renúncia e revestidos do poder e autoridade do Espírito, impedimos o inimigo de Deus de tornar nossos sonhos inférteis. E ainda precisamos ser pacientes com ela. Nossa ávore crescerá no tempo certo. Uma vez, em oração o Senhor me mostrou: eu, pequena, puxando uma plantinha pra cima, “tentando ajudá-la a crescer” e me disse: “Você vai arrancar essa planta. Faça a sua parte de cuidar dela, e ela crescerá!”. Não tente adiantar o crescimento da sua árvore. Você corre o risco de arrancá-la do solo e matá-la.

Mesmo quando crescer a ávore dos sonhos de Deus, como toda árvore que conhecemos, precisa de cuidados. Todos os dias é preciso reservar um tempo para cuidar dela.

Aqui na Comunidade temos uma mangueira. Enorme, linda, com muita sombra e muito fruto. Mas, no ano passado, nossa mangueira foi ficando feia, seus frutos eram cheios de bichos e suas folhas estavam amareladas e caindo. Ficamos sem saber o que estava acontecendo. Como pode? Essa mangueira sempre foi muito frutifera, cheia de folhas lindas, vigorosa. E nós sempre a regávamos. Não sabíamos o que estava acontecendo. Chegamos a quase aceitar a opinião de alguém que nos disse que ela era muito velha e que já estava na hora de a cortarmos, pois não daria mais frutos bons. Mas, graças a Deus, outro irmão da Comunidade veio e nos revelou o que estava acontecendo.

Desde o começo daquele ano, estávamos arrumando nosso jardim, plantando flores e plantas que achávamos bonitas. Então, nessa situação de plantarmos algo que achamos bonito, mas desconhecíamos, plantamos uma flor aos pés da mangueira que aos poucos foi sugando toda a vida dela, todos os nutrientes que saíam da raíz para a mangueira eram desviados para essa planta. Que era tão linda! Mas estava matando nossa preciosa árvore.

Optamos pelo certo. Renunciamos à planta e salvamos nossa mangueira, que este ano deu muuuitos frutos maravilhosos.

Assim, também pode acontecer com os sonhos de Deus. Estamos regando com nosso clamor e recebendo de Deus, pelo louvor, os nutrientes certos para que cresçam. Mas, ao mesmo tempo permitimos que outras plantas, por serem atrativas, rodeem a raíz da nossa árvore e aos poucos vão matando-a. O inimigo de Deus sabe como atrair nosso olhar. É preciso que peçamos ao Espírito que nos faça atentos, para que não nos enganemos e plantemos em volta de nós o que nos fará perder tudo que que já foi realizado. Atenção, querido! Cuidado para não encher os olhos com o que mata o coração!

Seguindo, sem medo, as diretrizes do Senhor: Aceitar o tempo, ter coragem, clamar, louvar, renunciar e revestir-se a todo momento da autoridade do Espírito do Senhor Jesus, com certeza nossos frutos serão 100 por um, como nos diz a Palavra. Seremos férteis e veremos todos os sonhos do Senhor realizados em nós.

Se você está desanimado, cansado de esperar. Se é impaciente, como eu muitas vezes. Não tenha medo de acreditar, esperar e gerar  os sonhos de Deus. Tenho visto e vivido muitas concretizações do que Deus me prometeu e sei que muito ainda está por vir, pois muito ainda há prometido. Creia e verá!

No Amor do Amado

Carol