Archive for maio \31\UTC 2010

h1

Acreditando no poder de Deus

maio 31, 2010

“Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido tudo o que o Senhor lhe prometeu”. Lucas 1, 45

Essas foram as palavras de Isabel à Maria, quando esta chegou à sua casa. Isabel e seu marido também tinham recebido uma promessa e cumprimento de uma promessa, no entanto, por que  Zacarias duvidou, teve que ver o milagre acontecer sem poder falar nada, ficou mudo. Podemos dizer que  Deus não revogou a promessa, por causa da dúvida, mas Zacarias não a viveu totalmente, por que duvidou.

Outro exemplo, podemos encontrar em Moisés, que ao ver a terra de Canaã, ficou com medo dos seus moradores, tão grandes e tão fortes, que duvidou que o Senhor poderia mesmo dar aquele lugar ao Seu povo. Moisés viu a terra, caminhou com o povo  até ela, mas não entrou. Deus, mais uma vez, não revogou Sua promessa, mas Moisés não a viveu totalmente por que duvidou.

Mas encontramos em Maria o exemplo de alguém que viveu tudo da promessa de Deus. Mesmo sem entender, mesmo que sua realidade a levasse pensar ser impossível, ela creu.  Quando o anjo do Senhor lhe disse: “Por que para Deus não haverá impossíveis!” o coração de Maria calou toda dúvida, por que ela sabia em qual Deus havia colocado  sua esperança: no único e verdadeiro Deus. Naquele que abriu o mar vermelho, que tirou o seu povo da escravidão, aquele que havia dado filhos às mulheres que não poderiam ter filhos. Maria, como judia que era, sabia de tudo que o Senhor havia feito pelo Seu povo na história e creu, de todo coração.

Hoje somos convidados a ser como Maria: pessoas que, mesmo sem entender, mesmo que toda realidade seja contrária, acreditam no poder de Deus. O tempo passou, Jesus humano já veio, ja morreu, já ressucitou e está ao lado do Pai e, as vezes, o povo de Deus vê tudo isso como história de religião e assim, não acreditam tanto mais na Palavra e na Presença do Senhor.

Deus tem uma obra em nossas vidas. Cada um de nós é chamado a gerar Cristo no mundo de alguma forma, seja cantando, pregando, escrevendo, sendo sacerdote, pastor, missionário, pais de família, um bom filho, um bom patrão ou empregado. Nós somos aqueles que precisam acreditar no poder e no mover de Deus em nosso tempo. Ele é tão real quanto era quando homem.

Que possamos, como Maria, dizer ao Senhor: “Eis aqui teus servos, faça-se em nós conforme Tua palavra!”

Vamos orar esta semana também pelo povo de Deus, em todo mundo, por aqueles que estão desacreditando na Palavra de Deus, por que sua realidade é muito dura e difícil.  Pelos que vivem em lugar de divisão, de guerra, de imposição religiosa. Que o Senhor renove suas forças e sua confiança em Seu poder.

No Amor do Amado

Carol

Anúncios
h1

Escolhendo cada dia

maio 28, 2010

Olá amados,

Tenho aprendido do Senhor escolhe-lo todo dia, e quero partilhar essa experiência com vocês:

Essa ultima semana foi muito importante para mim. Muita coisa acontecendo, Semana de Oração, Show e Novena de Pentecostes na Igreja.

O Senhor quiz que eu estivesse participando dessa novena. Um amigo que assumiu vários dias pra tocar na Igreja pediu ajuda para que eu cantasse com ele nas celebrações e como foi maravilhoso para mim. Cada dia nos foi apresentado um fruto do Espírito Santo e clamávamos por ele.

Não tenho costume de participar de novenas na Igreja, mas como estava lá, viveria intensamente aquele momento, que estava realmente lindo.

Em um dos dias, um padre daqui da cidade, Padre Jean, pregou sobre o fruto da paciência e sobre aquela Palavra que diz: “Vós recebestes o Espírito Santo quando abraças-te a fé?”.

Essa pergunta calou meu coração e naquela noite comecei a questionar minha vida. Quantos anos trabalhando na Igreja, cantando, pregando, servindo de outras formas e será que eu tinha recebido o Espírito? Sem dúvidas, tenho experimentado Seu mover em minha vida. Sou quem sou, ou estou onde estou por que Ele tem me trazido até aqui. Mas percebi que em algumas áreas da minha vida eu ainda não tinha permitido o Espírito de entrar e transformar. E nos dias que se seguiram passei em oração, pedindo ao Espírito que me mostrasse todas as áreas que ainda não tinham sido tocadas por Ele, pecados antigos, não confessados, que estavam marcando minha vida.

O Senhor me pediu algo um tanto quanto difícil pra mim: que eu me confessasse com um sacerdote muito amigo meu. Que dificuldade! Mostrar a alguém que amo o quanto tenho errado, sujeira guardada. Mas sabia que isso seria libertador para minha vida, marquei com o Pe. Rafael e fui.

Irmãos, não tenho palavras para expressar o que senti ali. A misericórdia de Deus em me acolher, expressada no meu amigo, em me perdoar e ainda me dar uma lição linda: Temos a possibilidade e é preciso escolher todo dia!

Estamos imersos no trabalho da Igreja, na vontade de fazer o Senhor conhecido e amado, de levar as pessoas ao relacionamento com Ele. As vezes, vamos deixando de lado nossas próprias marcas e , sem perceber, vamos escolhendo nos afastar, vamos escolhendo esconder nossas feridas. Mas quando as revelamos e deixamos o Senhor tocar e curar uma nova unção é derramada sobre nós. Nossa amizade com Deus é renovada.

O Pe. Rafael me falava: “Carol, a escolha é hoje, é cada dia! Todos os dias temos a possibilidade de estragar tudo, de jogar tudo fora e destruir nossas vidas! Mas podemos escolher!”

Nem sempre será fácil, eu sei, mas precisamos ter isso gravado em nós: Precisamos escolher o Senhor todos os dias! A Sua obra, o Seu Amor por nós, o Seu chamado, as coisas que vem Dele! E seremos tão felizes assim, pois Ele age em nosso favor, para que tudo concorra para nosso bem, sempre!

Não sei o que cada um está vivendo, mas se sentir vontade de ir além com o Senhor e ainda está preso em alguma coisa. Não tenha medo de achegar ao Senhor, seja na confissão, aos católicos, ou na sua Igreja, qualquer que seja a denominação. Escolha o Senhor! É sempre o melhor!

A noite, em oração o Senhor me deu uma canção, uma oração que selo em mim e peço ao Espírito que me faça cantar sempre que as escolhas forem difíceis demais. Termino colocando essa letra aqui pra vocês e desejando que o Espírito faça Sua obra em nós e nos leve cada vez mais ao Coração de Jesus.

Por toda minha vida

Escolhi Te seguir
e não olhar atrás
Escolhi Te seguir
sem pensar como será
Escolhi

Entendi o Teu olhar
a me chamar
Entendi que fui amado
por primeiro
Entendi

E hoje sou teu
hoje te sirvo
por hoje, Senhor,
Te dou meu amor
e tudo que sou

Escolha-me todos os dias
e escolherei a Ti

No Amor do Amado

Carol

h1

Voltando ao Tempo Comum

maio 25, 2010

Depois de tanto tempo em Celebrações, Quaresma, Páscoa, Pentecostes…voltamos ao tempo comum. E pode nos parecer pobre ou desinteressante, no entanto é no tempo comum que percebemos Jesus no dia a dia.

Nesse tempo, lemos as passagens Bíblicas do Senhor andando com Seu povo, preocupado com sua alimentação, seu bem estar e também em prepará-los para a intensidade do que estava por vir: Cruz, Ressurreição, Envio, vinda do Espírito Santo.

A Palavra diz que os apóstolos, depois da Ressurreição do Senhor, se lembravam das coisas que Ele havia falado e entendiam o que na hora, muitas vezes, pareceu oculto ou difícil demais.

É no dia a dia que somos preparados para os grandes momentos de nossa vida. O tempo que passamos estudando é muito maior que o tempo de recebermos o diploma, tão desejado e tão esperado. Mas o tempo “comum” de estudo é que faz ter valor o precioso e rápido instante de celebração do curso concluído.

Em nossa vida espiritual é a mesma coisa. Se pararmos para pensar, uma hora que passamos em nossa Igreja, em comunidade é muito pouco comparada ao tempo que estamos fora dela. No entanto, quando vivemos uma semana intensa de relacionamento com o Senhor, de busca de intimidade com Ele, estar na Igreja aquela uma hora se faz um momento de muita benção, coroação do que vivemos fora dela.

O comum nos prepara para o extraordinário. Caminhando nos formamos, nos entendemos, nos resolvemos, aprendemos a reconhecer o Senhor que caminha conosco e se revela a nós, como aos discípulos de Emaús.

Vivamos todo tempo, sem perder as oportunidade que o Senhor nos dá de o conhecermos mais.

No Amor do Amado

Carol

h1

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

maio 17, 2010

Chegamos à Semana de Oração pela unidade dos Cristãos. E que  benção para nós poder vivê-la na semana de preparação para o Pentecostes.

É o Espírito de Deus quem convence os corações, que transforma nossas idéias, nos coloca na vontade do Pai e de Jesus. Sem Ele nossos esforços são inúteis, nem a melhor oratória valeria.

Convoco os irmãos a se empenharem na oração esta semana. Vamos clamar que o Senhor abra portas em nossas cidades, comunidades, corações, principalmente, para que vivamos essa realidade.Que aprendamos com o Espírito a ser ecumênico.

Abaixo trago as duas primeiras reflexões da semana da unidade sugeridas no site do Vaticano, a de ontem (16/05) e de hoje. Durante a Semana envio as outras também.

No Amor do Amado

Carol

Reflexões bíblicas e orações para os “oito dias”

Dia 1 Testemunhas através da celebração da vida
Texto : Por que procurais o vivente entre os mortos? (Lc 24,5)
Gênesis 1: 1. 26-31 Deus viu tudo o que havia feito. Eis que era muito bom
Salmo 104, 1-24 Como são numerosas as tuas obras, Senhor!
I Coríntios 15, 12-20 Se não há ressurreição dos mortos, também Cristo não ressuscitou
Lucas 24, 1-5 Por que procurais o vivente entre os mortos?

Comentário

Nossa caminhada de unidade cristã está firmemente alicerçada em nossa fé comum de que, na ressurreição de Jesus Cristo, celebramos não apenas a vida que Deus nos deu mas a oferta de nova vida através de Jesus, que vence a morte de uma vez por todas. Ao nos encontrarmos durante a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, testemunhamos nossa fé comum através de nosso cuidado com a vida de todos. A vida é dom de Deus para nós e, quando mais amparamos e celebramos a vida, mais damos testemunho daquele cujo generoso amor nos trouxe inicialmente à vida.

A leitura do livro de Gênesis nos relembra o poder criador e a energia de Deus. É esse poder e essa energia que São Paulo encontra ao se deparar com a ressurreição de Jesus.

O salmo continua dentro desse tema, ao proclamar a glória da criação de Deus.

A passagem do evangelho nos desafia a buscar vida nova diante de uma cultura de morte que o nosso mundo frequentemente nos apresenta. A Escritura nos encoraja a confiar no poder de Jesus e assim viver a experiência da vida e da cura.

Hoje agradecemos a Deus por tudo aquilo que mostra o seu amor por nós: por toda a criação, pelos irmãos e irmãs do mundo inteiro; pela comunhão no amor; pelo perdão e pela cura, pela vida eterna,

Oração

Deus, nosso criador, nos te louvamos por todos os que dão testemunho de sua fé em palavras e atos.  Vivendo plenamente a vida, encontramos tua amorosa presença nas muitas experiências que nos ofereces.  Que o nosso testemunho comum de celebração da vida nos una no louvor a ti, autor de toda vida.

Questões para refletir

1. Até que ponto seu próprio testemunho e o testemunho de sua Igreja celebram a vida?

2. Pelo seu testemunho, outros saberão que Cristo ressuscitou dos mortos?

3. O que você considera como áreas de crescimento em sua vida?

4. Há coisas do passado a que a Igreja se apega e que deveriam ser deixadas de lado por causa de uma nova consciência ecumênica?

Dia 2 Testemunhas através de histórias partilhadas
Texto:
Quais são essas palavras que estais trocando ao caminhar? (Lucas 24,17)
Jeremias 1, 4-8 Para onde eu te enviar, irás
Salmo 98 Cantai ao Senhor um canto novo
Atos 14, 21-23 Aí, confirmavam o coração dos discípulos e os exortavam perseverar na fé

Lucas 24, 13-17a Quais são essas palavras que estais trocando ao caminhar?

Comentários

A partilha de nossas histórias é um poderoso modo de dar testemunho de nossa fé em Deus. Ouvir uns aos outros com respeito e consideração nos permite encontrar Deus na própria pessoa com quem estamos fazendo a partilha.

A leitura de Jeremias nos oferece um potente testemunho do chamado de Deus ao profeta. Ele deve partilhar o que recebeu e assim fazer com que a Palavra de Deus seja ouvida e vivenciada.

Esse chamado para proclamar a Palavra de Deus é também experimentado pelos discípulos na Igreja nascente, como se percebe na leitura de Atos.

O Salmo nos faz cantar a Deus com um espírito de louvor e ação de graças.

O evangelho de hoje apresenta um Jesus que ilumina nossa cegueira e dispersa nossos desânimos. Ele nos ajuda a compreender nossas histórias dentro do desenvolvimento do plano de Deus.

Durante esta Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, escutamos as histórias de fé que nos vêm de outros cristãos, a fim de encontrar Deus na variedade dos caminhos em que o próprio Deus se revela a nós. Temos consciência de que podemos partilhar com outros através da tecnologia da realidade virtual. Os meios modernos de comunicação podem nos ajudar a partilhar de modo mais amplo, e assim criar uma comunidade que é maior e mais espalhada do que o que alcançaríamos com contato puramente físico.

Ao escutar com atenção, crescemos em fé e amor. Apesar da diversidade de nossos testemunhos pessoais e coletivos, nos encontramos interligados na única história do amor de Deus por nós, revelado em Jesus Cristo.

Oração

Deus da História, nós te agradecemos por todos os que têm partilhado conosco sua história de fé e assim deram testemunho de tua presença em suas vidas. Nós te louvamos pela variedade de nossas histórias, de pessoas e de Igrejas. Nessas histórias vemos o desenvolvimento da única história de Jesus Cristo. Pedimos coragem e convicção para partilhar nossa fé com aqueles com quem nos colocamos em contato, e assim possibilitar que a mensagem da tua Palavra se divulgue para todos.

Questões para refletir

1. Você está espalhando o evangelho ou só espalhando boatos?

2. Até que ponto você ou sua Igreja estão dispostos a se envolver na história de outros?

3. Até que ponto você está disposto a partilhar com outros suas histórias de fé, e assim dar testemunho da presença de Deus em suas experiências pessoais de vida e morte?

4. Você está consciente do enorme potencial para o bem que os modernos meios de comunicação oferecem hoje à Igreja?

http://212.77.1.244/roman_curia/pontifical_councils/chrstuni/weeks-prayer-doc/rc_pc_chrstuni_doc_20090630_week-prayer-2010_po.html

h1

Caminhar

maio 14, 2010

Olá,

Já pararam para percerber que nossa vida é caminhar e esperar? E se não vivemos bem este tempo nem mesmo conseguimos receber e aproveitar a chegada do “esperado”.

Tenho experimentado a graça do caminho. Caminhar e apreciar o que está à minha volta. Perceber o crescimento, também as dificuldades, entender por que ainda não consegui chegar, ou ir entendendo…parando…continuando… aceitando meus limites…superando-os no tempo certo…

Já pararam para perceber que quando chegamos há algum lugar já planejamos ir à outro? E que na verdade somos diferentes pelo caminho que percorremos, pela espera, pela expectativa, pela preparação e que o que alcansamos só tem valor pelo que passamos até chegar?

Na verdade, ao meu ver, a chegada é uma contrução, o alvo, como uma escada, construída de degrau em degrau, e o primeiro é tão importante quanto o último.

Quando decidi estudar canto, precisei ir às bases, não sabia nada de música, teoria e tudo mais…hoje, olho tudo isso e vejo o quanto é fácil…agora. Enquanto caminhei parecia ão difícil, tão complicado de entender, cheguei até mesmo a pensar em parar, desistir. Mas persistir me fez vencer os limites daquela hora e perceber que vencendo-os criava outros. Hoje tenho muitas outras coisas para aprender, não mais os primeiros degraus, mas tenho consciência de que sem subir neles não chego a lugar algum.

Hoje, olho para trás e vejo quantos degraus já subi…olho para frente e percebo quantos muitos outros  tenho para construir.

Sei que você também pode perceber a mesma coisa. Convido-o a aproveitar o caminho, a construção e receber a benção de viver.

Viver é caminhar, aproveitar a chegada momentânea das conquistas e continuar..enquanto vivermos temos algo a conquistar.

____________________________________________________

CAMINHAR

De onde estou até onde quero chegar há um caminho a percorrer.

Com os olhos no alvo, mas sem perder a beleza do caminho sigo meu percurso.

O caminho me faz quem sou.

Caminhando me entendo, me supero, me amo…tenho coragem de esperar

sem perder o foco, sem parar ou me desviar…ando ora mais rápido, ora mais lento..respeitando quem sou ou quem quero ser.

O caminho dá gosto e prazer à chegada…

por saber que de onde saí e onde cheguei já não sou a mesma pessoa.

________________________________________________________

Deus abençoe vc

Carol

h1

Reconhecer o Senhor

maio 10, 2010

Lucas 24, 13- 32

Continuando nossa preparação para a Semana da Unidade dos Cristãos, tomamos um trecho do texto bíblico sugerido para este ano (Lucas 24).

Dois discípulos de Jesus, iam de Jerusalém a Emaús, conversando e discutindo sobre tudo que tinha acontecido. Estavam tão imersos em suas idéias e discussões que não perceberam o próprio Senhor se aproximar. Mesmo depois de falar com eles e  lhes explicar todas as coisas a respeito do que tinha acontecido, os discipulos não o reconheceram. Só  reconheceram Jesus quando o convidaram para entrar em sua casa, sentaram-se juntos à mesa e Ele partiu o pão.

Que palavra maravilhosa esta, que ensinamento tremendo! Quantos de nós podemos dizer que somos discípulos de Cristo, sabemos tanto sobre sua Palavra, sobre Sua obra, até mesmo sobre quem Ele é, mas não o percebemos caminhando conosco, por que não o convidamos a ir além e ficamos fixados em nossas discussões.

O Senhor se revela na intimidade. Quando o convidamos para ir além, do estudo bíblico, do conhecimento histórico, da vida religiosa superficial, para entrar em nossa casa/coração, para sentar conosco à mesa, para ser o Pão, partido e repartido que nos alimenta.

Esta semana queremos orar ao Senhor que abra nossos olhos e nossos corações para reconhece-Lo e mais, reconhecer que somos todos alimentados do mesmo Pão. Quando Jesus parte o pão e entrega aos discípulos, qual dos dois poderia dizer que o seu pedaço era mais pão que o do outro? Os dois pedaços eram pão, o mesmo Pão da Presença. Todos somos alimentados pelo mesmo Cristo, Pão do céu, enviado ao mundo. Somos todos convidados a ir além, a sentarmos na mesma mesa, a partilharmos o mesmo Pão. A reconhecermos juntos o Cristo e perceber que nossos corações ficam aquecidos em Sua Presença.

Que Ele não passe de nós sem se revelar!

No Amor do Amado

Carol

Peço aos irmãos que intensifiquem as orações pelo Adoradoras essa semana.

h1

Um é o Senhor!

maio 3, 2010

“Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo coração, de toda tua alma e de todas as tuas forças.” Dt 6, 4s

Quantas vezes oramos esses versículos? Aqui na Comunidade Adorai, pelo menos três vezes ao dia. E será que ele tem criado raízes em nós? Será que tem se tornado uma àrvore da qual colheremos frutos bons no tempo certo?

O que significa dizer que Um é o Senhor, Um mesmo Deus, mesmo poder, mesma graça? Derramada em todos e em todo lugar? Não somos detentores dos olhares do Pai? O Espírito não age somente aqui? Exatamente! E glória a Deus por isso!

Mais e mais a Igreja se reconhece, dentro de seus limites denominacionais e também fora deles. O Senhor tem atraído seu povo ao mesmo lugar: Sua Presença. E ali, é impossível não nos encontrarmos e não nos reconhecermos  da mesma família.  E entendemos o que Jesus orava quando disse: “Que sejam um para que o mundo creia!”

Ali , diante do Senhor, quando estamos de todo coração, de toda alma e com todas as nossas forças, deixando de lado o que nos divide, o que nos afasta, o que nos torna diferentes, nos vemos iguais: o povo que busca à Deus, aqueles que querem viver o Seu Amor.

Ouve, Israel! Não se faça de surdo! Não deixe passar este tempo de graça! Não perca tempo! Só podemos estar diante do Senhor de todo coração, com todas as nossas forças e com toda nossa alma, quando paramos de condenar, dividir, quando abandonamos nossos preconceitos.

Nessas duas semanas que antecedem a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, queremos nos colocar mais na Presença de Deus por esta causa. Clamar o Espírito que nos convence das coisas celestes, que tire de nós o que  ainda impede a Igreja de Cristo de ser realidade em nossas cidades, comunidades, casas e corações. E veremos como realmente “é bom e agradável os irmãos viverem juntos!” Salmo 133(132)

Sugiro leitura, ou releitura, de Unitatis Redintegration

 No Amor do Amado

Carol

Peço aos irmãos que orem também pelo III Encontro Ecumênico de Adoradoras e também pelas visitas que faremos na Semana da Unidade dos Cristãos aqui em Varginha, junto com o padre Rafael Querobin.