Archive for março \29\UTC 2010

h1

Deus se reconcilia conosco!!!

março 29, 2010

A Semana Santa é a semana em que celebramos a Reconciliação dos homens com Deus, por meio de Jesus Cristo. Aquele que é todo Amor se entrega em nosso lugar, nos devolve ao coração do Pai, fecha toda brecha que nos separava, paga toda dívida, conquista-nos a preço de sangue.

“Deus nos amou quando ainda éramos inimigos” Romanos 5,8

Não podemos perder de vista o que o Senhor fez por nós. Não podemos viver fingindo que tudo não passou de história, que ensinaram a nós e agora passamos a nossas crianças. O Senhor Jesus se entregou verdadeiramente em nosso lugar. Onde estaríamos nós, se Ele não nos tivesse resgatado? O que seria de nossas vidas se Ele não tivesse aniquilado o contrato de condenação que havia sobre nossas vidas? (Colossenses 2, 14)

O Seu Amor nos conquistou, deu-nos liberdade e hoje podemos viver a Vida que Ele nos dá. Não mais como condenados, não mais como vencidos, Jesus conquistou vitória para nós, acabou com toda maldição, perdoou nossos pecados e nos devolveu ao Pai. Muitas vezes vivemos longe dessa realidade, ainda nos sentindo perdedores, andando envergonhados, com fardos pesados demais, mas a Semana Santa vem trazer de volta à nossa vista a qual preço foi comprada nossa liberdade, nossa vitória, nossa Salvação. Não podemos nos deixar enganar elo inimigo que fica nos acusando, nos fazendo acreditar que não temos parte na Salvação de Cristo, no entanto, foi para nós que Ele veio. Para conquistar a cada um de nós, para reconciliar a humanidade com o Pai.

Convido você a meditar e, principalmente, viver esta semana com intensidade. Vamos deixar que o Espírito Santo no leve à verdadeira conversão para que possamos viver como salvos, viver a intensidade da Salvação.

É um tempo de graça, de nova vida…que morramos com Ele, para com Ele também ressucitarmos. Vida nova aos que crêem.

Um video para ajudar a começar a Semana.

Anúncios
h1

Ninguém te condenou?

março 22, 2010

Naquele tempo, 1Jesus foi para o monte das Oliveiras. 2De madrugada, voltou de novo ao Templo. Todo o povo se reuniu em volta dele. Sentando-se, começou a ensiná-los. 3Entretanto, os mestres da Lei e os fariseus trouxeram uma mulher surpreendida em adultério. Levando-a para o meio deles, 4disseram a Jesus: “Mestre, esta mulher foi surpreendida em flagrante adultério. 5Moisés na Lei mandou apedrejar tais mulheres. Que dizes tu?” 6Perguntavam isso para experimentar Jesus e para terem motivo de o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, começou a escrever com o dedo no chão. 7Como persistissem em interrogá-lo, Jesus ergueu-se e disse: “Quem dentre vós não tiver pecado, seja o primeiro a atirar-lhe uma pedra”. 8E tornando a inclinar-se, continuou a escrever no chão. 9E eles, ouvindo o que Jesus falou, foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos; e Jesus ficou sozinho, com a mulher que estava lá, no meio, em pé. 10Então Jesus se levantou e disse: “Mulher, onde estão eles? Ninguém te condenou?” 11Ela respondeu: “Ninguém, Senhor”. Então Jesus lhe disse: “Eu, também, não te condeno. Podes ir, e de agora em diante não peques mais”.
João 8, 1 -11

Que maravilha começarmos esta semana com esta Palavra. Somos tão rápidos em condenar os irmãos e até nós mesmo, quando o Senhor, conhecedor dos corações não nos condena. Mais uma vez o Senhor nos mostra que a misericórdia precisa ser nossa marca, por que é a Sua marca. Acolher o outro por que é filho de Deus, por que é alguém, que como nós pode errar, mas também pode aprender o caminho.

Aquela mulher foi apresentada a Jesus como teste dos mestres da Lei e dos fariseus. Aqueles que eram tidos como “voz de Deus” para os homens, já traziam a condenação por certa à pecadora. Mas Jesus, o próprio Deus, mostra a verdadeira vontade Dele: que o pecador abandone seu pecado e viva! Sem acusar ninguém, o Senhor fez com que todos que estavam ali refletissem sobre sua própria vida e conduta : “Quem dentre vós não tiver pecado, seja o primeiro a atirar-lhe uma pedra”. O nosso pecado nos faz acusar os irmãos. Quando estamos com o Senhor nossos olhos são levados ao que é bom em cada um. Quando estamos em pecado, nossos olhos, sujos por ele, só enxergam o que está errado. O pecado é como um óculos, por exemplo azul, que nos impede de ver qualquer outra cor senão azul. O que Jesus faz, e fez com aqueles homens no evangelho, é tirar os óculos do nosso próprio pecado e restaurar a nossa visão, para reconhecermos no outro e em nós a possibilidade de vida, de mudança de vida.

“Ninguém te condenou? … Eu também não te condeno!” O Santo, o único que poderia fazer valer o que disse, pois realmente não tinha pecado e poderia jogar a primeira pedra, decide deixar que viva. Jesus ama aquela mulher, como ama a cada um de nós e sempre decide deixar que vivamos e sempre nos dirá para que deixemos nosso pecados e sigamos em Sua Presença.

Que esta semana possa ser para nós uma semana de reconhecimento do nosso pecado. Que possamos confessar ao Senhor nossas faltas e decidir por Ele, por caminhar com Ele e viver. Que nossos olhos se abram à Sua misericórdia para conosco e para com nossos irmãos.

“Vai e não peques mais!

No Amor do Amado

Carol

Adore ao Senhor com a gente www.feesom.com/user/carolcarolo

Às mulheres convoco a enviarem seus testemunhos para o III Adoradoras – Mulheres que marcam sua geração. WWW.adoradoras.wordpress.com

h1

Aprendendo com o Pai

março 14, 2010

O tão conhecido capítulo 15, 1-32 de Lucas é nosso foco de atenção essa semana, mas de uma forma diferente das maneiras que normalmente o lemos e meditamos.

Quase sempre nos vemos como o filho que vai embora, que gasta tudo e volta, ou como o irmão que não aceita o retorno do outro, que se acha melhor e mais merecedor do amor e da graça do pai, e também nos vemos como aqueles que são alvos da misericórdia do pai, que perdoa, que recebe, que ama. Todas essas visões desse mesmo texto estão corretas e são profundas, mas essa semana queremos ampliar nossa visão sobre esta passagem da Bíblia.

A Palavra em Mateus 19, 21 nos diz: “Sede santos como vosso pai celestial é Santo!” e é nesse foco que queremos orar esta semana. O padre Rafael Querobin em sua homilia na Celebração que participei este domingo nos falava como o pai da parábola que Jesus contou representava o Pai celeste nos ensinando como agir, como ser. Ele dizia que a criança aprende imitando os pais, que são exemplo, testemunho. O objetivo da criança é se tornar o mais próximo dos pais ela consiga. E é bem verdade. Temos crianças aqui na Comunidade e vemos o quanto eles imitam os pais, como falam igual, agem igual.

Nós temos um Pai celestial, nos ensinando todo tempo como agir, como ser, como pensar, como falar. Temos o testemunho de um Pai todo amor, todo misericórdia, que não vê nossas falhas, mas somente deseja que estejamos perto, estejamos com Ele. O pai da parábola vem ser o exemplo que temos que seguir, nosso objetivo a alcansar, nossa meta.

Aprendemos com Ele o amor-gratuito que não prende, que não retém para si, o amor desapegado, livre de qualquer necessidade de retorno, amor que para nós é tão difícil. Nós somos seres que anseiam por retorno, se fazemos algum bem desejamos que o beneficiado nos agradeça, nos retribua. Mas o Pai vem nos ensinar o amor doação, que ama incondicionalmente, ama por que somos filhos e isso já basta. Não há nada que façamos que aumente ou diminua o Amor do Pai por seus filhos.

Aprendemos também o amor-perdão. Perdoar é colocar um ponto final em uma história de erros e sem querer continuá-la dar chance de uma nova história. Quantas vezes nós dizemos que perdoamos, mas em vez de ponto final temos colocado vírgulas em nossa história. Ao mínimo sinal de ameaça queremos retomar histórias antigas, como se fossem contratos de acusação contra nós mesmo e os irmãos. Mas o Pai não age assim, ele nem permite que o filho continue contando o que fez, não importa, o que importa é que ele voltou, que decidiu voltar e viver na presença do Amor. Que aprendamos a dar ponto final na história de divisão, com o Senhor e com os irmãos, e livres de toda culpa darmos oportunidade a nós mesmos e aos outros de começarmos uma nova vida em Deus. Comoe stá escrito: 2º Coríntios 5,17-21

Irmãos: Se alguém está em Cristo, é uma criatura nova. O mundo velho desapareceu. Tudo agora é novo. E tudo vem de Deus, que, por Cristo, nos reconciliou consigo e nos confiou o ministério da reconciliação. Com efeito, em Cristo, Deus reconciliou o mundo consigo, não imputando aos homens as suas faltas e colocando em nós a palavra da reconciliação. Somos, pois, embaixadores de Cristo, e é Deus mesmo que exorta através de nós. Em nome de Cristo, nós vos suplicamos: deixai-vos reconciliar com Deus. Aquele que não cometeu nenhum pecado, Deus o fez pecado por nós, para que nele nós nos tornemos justiça de Deus.

Que esta semana peçamos ao Senhor um coração de criança que quer aprender, que deseja ser imitador do Pai e, assim, ser grato por tudo aquilo que Ele fez por nós e faz todos os dias. Deus é bom e desejamos ser bons para agradá-lo e mais perto Dele podermos experimentar mais a cada dia do Seu Amor e Presença.

O Senhor está sempre pronto a nos receber, vamos aproveitar essas duas semanas finais da quaresma para revermos nossos caminhos, para vermos onde estamos, se vivendo na Presença de Deus, ou comendo lavagem e gastando tudo que temos com coisas sem valor. A escolha é nossa, o Senhor está sempre a nos esperar.

No Amor do Amado

Carol

h1

Sede de Ti

março 8, 2010

Assim como a corça suspira pelas águas correntes, suspira igualmente minh’alma por vós, ó meu Deus!
A minh’alma tem sede de Deus, e deseja o Deus vivo. Quando terei a alegria de ver a face de Deus?
Enviai vossa luz, vossa verdade: elas serão o meu guia; que me levem ao vosso Monte santo, até a vossa morada!
Então irei aos altares do Senhor, Deus da minha alegria. Vosso louvor cantarei, ao som da harpa, meu Senhor e meu Deus!

Salmo 42

Podemos fazer deste salmo nossa oração esta semana? Temos buscado a Face do Senhor, a Sua luz sobre nossas vidas? Temos desejado Sua Presença e Seu mover? Ou temos nos perdido na correria, no tempo que passa rápido demais e não permite que fiquemos ao menos um pouco a sós com o Senhor.

Nossos corações, criados por Deus, desejam ardentemente estar com Ele. Quando não damos a nós mesmos o direito de estar na Presença de Deus, vamos nos tornando como desertos, como jardim que vai se perdendo, vai morrendo, vai se tornando vazio. Vamos tentando tirar de nós mesmos a vida que só o Senhor pode nos dar.

O salmista se compara a uma corsa, animal que vive em regiões de seca e que procura sem cessar lugares onde possa saciar sua sede. Temos vivido em regiões de seca. Ao nosso redor quase sempre encontramos deserto, situações que sugam a vida em nós, relacionamentos, circunstâncias, decisões, muito trabalho, muita correria, pouco tempo para nos reabastecermos. Precisamos voltar ao Oásis, ao lugar de descanso e reabastecimento.

Esta semana, o convite é nos organizarmos, separarmos um tempo para o Senhor todos os dias. Voltarmos ao Oásis, para que nosso jardim seja avivado, que não nos tornemos desertos secos e rachados, mas sejamos regados pelo Espírito de Deus. Que a Presença de Deus transforme nossa realidade, nos mostre o caminho certo a seguir, modifique nosso temperamento, nossa personalidade e nos faça ser cada vez mais sedentos do Senhor e cada vez mais Dele.

Uma música para ajudar-nos a orar http://www.feesom.com/video/1212

No Amor do Amado

Carol

h1

O que esperar de Deus?

março 6, 2010

Tanta coisa acontecendo, tantas mudanças, tantas decisões, tantas promessas. Começamos o ano com o Senhor dizendo: “Este é o tempo favorável!”. E desde então muita coisa vem mudando, acredito que sendo colocada no lugar.

De tempos em tempos, o Senhor me leva ao deserto, no lugar onde não tenho mais ninguém além Dele, onde minhas seguranças caem por terra, onde minhas estratégias não servem para nada, onde só posso confiar que Ele me livrará.

O começo desse ano está sendo assim. O Senhor me leva ao deserto para que eu me aquiete, para que pare de fazer tanta coisa e fique somente com Ele. Ali, estou sendo relembrada das promessas, da missão, do caminho que preciso percorrer, da coroa que preciso alcançar. Muitas vezes, o cansaço, a correria, me fazem perder o foco, me fazem esquecer quem eu sou e para que fui chamada. Tudo começa a parecer loucura e, as vezes, me deixo acreditar que é tudo invenção da minha cabeça.

Mas no deserto o Senhor tem me confirmado, dia após dia, quanto mais me entrego a Ele, mais vejo quem realmente sou e a que tenho sido chamada. NO deserto, onde as máscaras caem, as fantasias deixam de existir, tudo que é mentira vai sendo iluminado e posso perceber onde está a verdade em mim.

No deserto, tenho percebido, cada vez mais, que os sonhos que trago em mim, são primeiro do Senhor, e por isso são reais e talvez loucura também. Ora, não diz a Palavra que a sabedoria de Deus parece loucura aos olhos dos homens?

Olho para o que Senhor tem feito com minha vida e também penso sobre o que Ele diz que vai fazer. Há 10 anos atrás o que vivo hoje me parecia impossível, o mesmo impossível que as vezes lanço sobre as promessas do Senhor pra mim. Mas não posso esquecer que o nosso Deus é o Deus da possibilidade, nada é impossível para Ele e todas as bençãos que lança sobre nós, Ele cumpre.

“Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?” Romanos 8, 32

Tudo que o Senhor nos prometeu, que agora pode nos parecer impossível, é muito menor do que a graça de termos sido salvos pela entrega de Jesus. Sua maior riqueza o Pai já nos deu e por isso pode prometer todas as coisas, pois, por maiores que sejam, não são maiores que o Tesouro que nos foi entregue.

O que esperar de Deus? Se Ele, por amor, entregou seu próprio Filho em resgate de nossas vidas, também, com certeza, cumprirá toda boa Palavra a nosso respeito proclamada. A obra do Senhor para cada um dos seus amados é perfeita, Ele nos traz satisfação, Ele nos traz a certeza de que podemos caminhar, lutar, por que a vitória é certa no final.

O que esperar de Deus? Tudo que Ele prometeu. Que a Sua obra em nossas vidas seja completada. E que o Espírito nos leve ao lugar do encontro, onde podemos descansar e sermos relembrados do que o Senhor está fazendo em nossas vidas.

No Amor do Amado

Carol

h1

O Senhor dos corações

março 2, 2010

Profundidade e verdade, são as palavras que tem direcionado nossas vidas com o Senhor.

A Palavra que o Senhor nos traz hoje é Mateus 23, 1-12, justamente nos alertando de que é muito mais importante o que existe em nosso interior do que as expressões vazias de fé.

Toda expressão de fé é válida se for verdadeira e condizente com a vida interior de relacionamento com Deus. De nada nos vale cumprir todos os preceitos, as leis, os mandamentos se não temos contato com o Senhor de todas as coisas. O Senhor sonda os corações, nosso interior, nossas intenções, nossos desejos. Ele sabe exatamente como somos no segredo e isso que importa. As nossas ações e atos de fé precisam fluir do nosso interior, como fruto do relacionamento com Jesus e não como mera atuação para que não sejamos condenados pelos homens.

Que este tempo nos leve mais e mais ao profundo do nosso coração e que nos convertamos ao Senhor, abandonando a superficialidade na vida com Deus.

No Amor do Amado

Carol

Visite nosso perfil e deixe seu recado. Adore ao Senhor conosco
www.feesom.com/user/carolcarolo