Archive for março \30\UTC 2008

h1

Agora, parte da Igreja!

março 30, 2008

Hoje, celebramos o Batizado do Miguel e da Elis, nossos sobrinhos.

Foi a primeira vez que fui, conscientemente, a um batizado Lembro-me de ter ido a um antes, mas de ser mais nova e não prestar muita atenção ao que estava acontecendo. Fiquei emocionada, foi tudo muito simples, mas muito cheio da presença de Deus. Em alguns momentos, me senti como na igreja primitiva, quando as famílias se convertiam ao Senhor e o Batismo era celebrado, como ingresso na vida da Igreja. Vendo o Miguel e a Elis ali, tão pequenos percebi o quanto nós, adultos, temos a responsabilidade de ajudá-los na fé.

O padre Jean, no momento em que partilhava a Palavra, disse que o cuidado com a vida espiritual deve ser tão intenso para nós quanto  com a vida corporal dessas crianças. Ninguém pode deixar uma criança pequena sem cuidado, se assim o fizer ela morrerá, pois não sabe alimentar-se, limpar-se, cuidar de si mesma. Precisa daqueles que façam tudo isso por ela até que possa fazer sozinha. Assim  também com a fé, não podemos deixar que fiquem sem o cuidado devido até que por elas mesmas possam assumi-la e aprofundá-la.

O mais lindo disso é que, para conseguirmos dar suporte espiritual a essas crianças, precisamos ser um povo espiritual. Por isso, durante a celebração, nós, adultos, também confirmamos nossa fé e reafirmamos nosso Batismo. Nos comprometendo em sermos testemunhos espirituais para elas, revemos nossos caminhos com Deus e, eu me senti assim, somos tomados por um desejo de sermos melhores, para que elas sejam melhores também, mais íntimos do Senhor, para que elas aprendam de nós o caminho da intimidade com Ele.

Ao vê-las sendo imersas na água, me emocionei e senti o poder de Deus sobre todos nós que estávamos naquele lugar e sei, que de alguma forma de hoje em diante não seremos os mesmos. A começar pelos laços familiares estreitados entre nós. Fazer os dois batismos juntos fez com que, realmente nos tornássemos uma família só, entre nós e com a Igreja.

O Batismo, nos faz nascer para Deus. Nos faz ser parte da Igreja, parte do Corpo de Cristo, parte de Deus.

Duas novas células desse Corpo nasceram hoje, muitas outras, acredito, nasceram no mesmo instante em outros lugares. É preciso que o Corpo esteja são para que elas sobrevivam, Para que o Corpo cresça e seja pleno da Vida do Senhor.

Maravilhoso foi celebrar este Batizado no Domingo da Misericórdia! Onde celebramos o Amor incondicional de Deus por cada um de nós. Seu Amor que não nos quer perder, ao ponto de aniquilar-se a si mesmo por nós. Ele mesmo pagou por nossa Salvação. E pelo Batismo assumimos Jesus como nosso Senhor e Salvador e começamos nossa caminhada junto a Ele.

Que bênção, Senhor! Como sempre o Senhor faz meu coração ficar atento aos acontecimentos, para me fazer ficar mais perto de Ti. Meu coração se enche de alegria ao viver momentos tão lindos, que só os que pertencem a Ti podem vivenciar.

Você também, querido, querida de Deus, como parte do Corpo de Cristo, precisa se encher da vida do próprio Jesus, assumir sua condição de batizado, resgatado e comprado por Ele e viver intensamente na Presença do Senhor. Ter vida e vida em abundância. Não deixe que o inimigo retire de você a alegria de ser de Deus. Somos um povo pertencente ao Deus vivo. No Batismo somos selados, marcados para sempre e somos Dele. Se hoje você está vivendo tempo de morte espiritual, clame ao Senhor o Seu Espírito, que já foi derramado sobre você no dia do seu batismo. Eu sei, que sua morte se transformará em vida, seu deserto em jardim!

No Amor misericordioso do Amado

Carol

Anúncios
h1

ELE VIVE!

março 23, 2008

Aleluia! O Nosso Deus vive!

Morto pelos nossos pecados. Ferido pelas nossas dores. Por livre vontade, Jesus se entregou por nós e nos conquistou.

Agora, somos Seus. Aleluia! Que alegria pertencer ao um Deus totalmente amor.

Creia, querido, Jesus tem a vida que você precisa. Jesus é a vida que você precisa.

Hoje, quero apenas, como fizemos de cima do telhado da Comunidade as 4 da manhã, gritar, até onde minha voz chegar:

ELE VIVE! ALELUIA!

SOMOS UM POVO CONQUISTADO E RESTAURADO!

No Amor do Amado

Carol

h1

Tu sabes que te amo

março 20, 2008

“Leva-me ao Santo dos santos.
Leva-me ao lugar de encontro.
Onde eu posso adorar
e declarar meu amor por Ti.

Tu sabes que te amo.
Tu sabes que te amo
Senhor, tu sabes tudo
Tu sabes que te amo”

“O véu se rasgou!”

Foi o que o Senhor me disse em oração nesta quarta feira.

Entrei no meu quarto pra assistir tv e não consegui, o Espírito me levou à oração. Comecei a cantar uma canção nossa que se chama “Quem me ama assim?” celebrando a Salvação que o Senhor conquistou pra mim. Então senti que era preciso ir além. Além do véu. além do que tenho ido.

Então comecei a cantar a primeira parte deste canto. Pedindo que o Senhor me levasse ao Santo dos Santo, ao lugar secreto do templo, para que eu estivesse com Ele.

Como foi maravilhoso este momento. Realmente senti a Presença de Deus transformando o meu coração no lugar secreto de encontro.

Então, senti como se o Senhor olhasse nos meus olhos e me perguntasse como a Pedro: “Carol, tu me amas?”. Acho que esta pergunta doeu em mim como em Pedro. “tu sabes que te amo” foi minha resposta. Mas senti que o Senhor queria ouvir mais de mim . Então comecei a cantar a segunda parte da canção: Tu sabes que te amo….”

Sabe, senti que o coração de Deus tem procurado corações que o amem sem véus. Aí entendi que o vé que o Senhor falava era do meu coração. O véu das intenções. Será que tenho procurado o Senhor pelo que É, ou somente pelo que Ele faz.

Cantar ao Senhor somente que eu O amo, purificou minha intenção, elevou o nível da minha oração. Eu não precisava de nada mais naquela hora…só dizer ao Senhor que eu O amo e receber Seu amor também.

Espero que essa partilha encoraje você a se aproximar do Senhor sem pretexto algum senão estar com Ele, O amar e receber do Seu amor.

Que o véu da falsa religiosidade se rasgue em nossa vida. E possamos ter sempre maior intimidade com o nosso Amado.

No amor do AMADO
Carol

h1

Ele pagou toda dívida!

março 14, 2008

Estamos entrando na Semana Santa. Tempo em que celebramos a nossa Salvação. Revivemos os momentos em que Jesus se entregou por nós e desceu ao inferno para nos libertar.

Ontem, em oração, comecei a pensar sobre alguns comentários que as pessoas fazem (e até mesmo eu fazia antes de conhecer e aceitar Jesus): “Minha vida está um inferno” “Minha familia, emprego, relacionamentos estão um inferno”. Comecei a sentir angustia diante disso. Mas o Senhor, como sempre, trouxe ao meu coração uma palavra de consolo e sobre isso partilho hoje.

A Palavra diz que Jesus desceu até o inferno para trazer de volta aqueles que lá estavam, mas que não perteciam àquele lugar. Nós não pertencemos ao inferno, fomos comprados pelo Sangue de Jesus, que pagou toda dívida de pecado que tínhamos adquirido contra nós.

Triste é que muitas vezes vivemos como devedores. Acusados pelo inimigo, entregamos a ele tudo o que temos, como a um cobrador. Vamos ficando pobres das bençãos de Deus, por que quando a recebemos o inimigo toma de nós. Ele vem cobrar um alto preço por nossas vidas que não podemos pagar e se não conhecemos Jesus, acabamos por nos entregar ao cobrador. É como um cobrador da conta de água. Se a conta não foi sanada, a água é cortada.

Mas a nossa fonte de água não tem preço. Ela flui gratuitamente do interior daqueles que creem e aceitam Jesus como Senhor de suas vidas (cf).

Como pode o inimigo cobrar de nós uma conta que já foi paga? Como ainda nos sujeitamos aos preços do demônio, quando temos a conta paga nas mãos?

Em Colossenses 2, 14 diz: “Cancelou (Jesus) o documentos escrito contra nós, cujas prescrições nos condenavam. Aboliu-o definitivamente, ao encravá-lo na Cruz”.

Somos um povo livre, liberto por Jesus de toda condenação. Ele pagou o alto preço que não poderíamos pagar. Ele nos resgatou da morte e nos trouxe de volta à vida. A Salvação quer entrar na nossa casa. Precisamos parar de lembrar o que Jesus fez apenas nesta semana e viver o resto do ano como condenados e devedores. Se assim fazemos, estamos apenas cumprindo um calendário religioso.

A Salvação é para todos os dias. Todos os momentos. Principalmente, quando o cobrador vem com a falsa conta. É nessa hora que podemos ter a satisfação de mostrar pra ele a conta verdadeira, pregada na Cruz de Cristo.

Por amor, Jesus, nos comprou para Si. Somos agora seus. Viver, todos os dias, no Amor de Jesus afasta todo inferno de nossas vidas.

Se você ainda acha que está vivendo um inferno em alguma área da sua vida, declare quem é o Salvador, que pagou sua conta e a quem você pertence: Jesus Cristo, o Senhor. Ele, que se sujeitou à morte, para nos livrar definitivamente dela, só por amor.

Ore comigo:

“Senhor Jesus, eu te louvo por tudo o que fizeste por mim. Por Teu amor que me livrou da morte. Quero te aceitar como meu Senhor e Salvador e não deixar mais que o inimigo tome para si as bençãos que Tu tens para mim. Não sou devedor, Tu, Senhor Jesus, pagaste a conta que me condenava. Agora, por amor, entrego a Ti todas as áreas da minha vida e todo o meu coração. Eu sou teu. Sou livre em Ti.Amém”.

Esta semana Santa será a celebração da Vitória de Jesus em nossas vidas.
No Amor do Amado

Carol

h1

“Esta aula me trouxe de novo à vida”

março 13, 2008

Aleluia! Obrigada, Senhor, por me deixar fazer parte disso.

Hoje foi um dia difícil. Cansada da correria, acabei chateando os irmãos da Comunidade com meu mau humor.

Saí pra dar aula em um bairro longe do nosso ( aliás, muuuuuuito longe) atrasada, nervosa, querendo largar mão de tudo. Mas, no ponto de ônibus, Deus já colocou no meu coração que Ele iria me curar lá. E realmente aconteceu.

A aula foi uma benção. O povo daquele lugar é muito bom, disponível e alegre. Além de ver meu trabalho frutificando, me diverti muito lá.

Mas, a cura de Deus estava por vir. No fim da aula (21:30) fico esperando o ônibus pra vir embora em frente à escola. Hoje, uma senhora e sua filha se ofereceram pra ficar comigo. Conversamos muito, ela me contou sua vida, que sua filha é adotada (benção de Deus pra casa dela!), como veio pra Varginha. E me deu o lindo consolo de Deus neste dia. Me disse que cantava há muitos anos em uma cidade perto daqui e que quando veio pra cá parou de cantar, mas que quando soube da aula de canto quiz voltar. Disse que a aula a fez voltar a viver, a se alegrar, a se sentir util pra Igreja.

Que ânimo encheu meu coração. Realmente me senti curada do cansaço, do abatimento que estava. O corpo pede sono, mas a alma quer trabalhar mais, por isso resolvi adiar meu sono um pouco para colocar este testemunho aqui.

Quando estamos trabalhando para o Senhor, Ele nos descansa e nos consola, nos dá nova força a cada manhã. Que eu não esqueça mais essa verdade.

No Amor do Amado

Carol

h1

“Muitos acreditaram por causa do testemunho dela”

março 6, 2008

Ontem, em oração o Senhor me levou à Jo 4. Um trecho da Bíblia muito comum para nós da Comunidade, pois é o texto que rege nossa missão (Jo4, 23). Mas não era este versículo que o Senhor queria que eu prestasse atenção. Continuei a ler o capítulo e me chamou atenção a atitude da mulher depois que encontrou-se com Jesus. Escrevo hoje sobre isso…

Um dia, Jesus, cansado sentou-se à beira de um poço, o poço de Jacó. Uma mulher samaritana se aproximou do poço e Jesus lhe pediu água. Ora, os judeus não falavam com samaritanos e o pedido daquele homem espantou a mulher:”Como tu, sendo judeu, pede de beber a mim, samaritana?”. Mas o pedido de Jesus foi um pretexto para começar uma obra maravilhosa na vida daquela mulher: ” Se conhececes o dom de Deus e quem está te falando agora, tu mesmo lhe pedirias de beber e Ele te daria água viva”. (Jo 4, 4ss)

Jesus falava da água que flui do coração de quem crê (jo 7, 38). A água que traz a vida de Deus e cura a nossa vida.

Aquela samaritana aceitou que Jesus lhe desse dessa água e viu sua vida transformada pelo Senhor.

Sua atitude? Testemunhar.

A Palavra diz que ela entrou na cidade e começou a dizer a todos sobre aquele homem: “Vinde ver o homem que contou tudo o que eu fiz.” E muitos, por causa do testemunho dela foram ao encontro de Jesus e o conheceram a ponto de falarem à mulher: “Já não é mais pelo que contaste que cremos, pois nós mesmo ouvimos e sabemos que este é verdadeiramente o salvador do mundo.” Mas foi preciso que ela testemunhasse para que eles fossem até o Senhor.
Quando testemunhamos, tomamos posse da benção que o Senhor fez em nós. É como se assinássemos um contrato testificando a obra realizada. E mais, a obra feita em nós atrai muitos ao Senhor. Se aquela mulher não tivesse falado ao povo da sua cidade, se tivesse tido vergonha por sua condição diante dos homens, talvez muitos não tivessem a oportunidade de chegar até o Senhor e Ter sua benção. É preciso  coragem, muitos ainda não conhecem o Senhor e nem sabem onde o procurá-lo. Nosso testemunho pode mostrar o caminho.

O testemunho é um intrumento eficaz de conversão, usado pelo Senhor para atrair seu povo. Por tráz da obra há Aquele que a realizou. O testemunho não é o fim, mas o meio para chegarmo e levarmos outros irmãos ao Senhor.

Em Atos dos Apóstolos 1, 8 diz “Derramarei sobre vós o Espírito Santo e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, por toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”. Assim, quando o Espírito está conosco (e ele está) somos aqueles que se levantam em meio a um mundo descrente e assumem diante de todos que Jesus é o Senhor e que Ele ainda vive. Muitos não creem por que não sabem que Deus ainda age. Conhecem as histórias da Bíblia, mas não conhecem o Deus da Bíblia, vivo e atuante em nós e no nosso meio.

Nós somos testemunhas do Reino e não podemos nos calar até que todos a nossa volta conheçam o Senhor.

Uma frase, dita pelo Espírito ao meu coração, faz com que que eu não queira parar de falar do Senhor e das Suas obras. Um dia Ele me disse: ” Carol, quantas pessoas você  conhece que ainda não me conhecem. Apresente-me a elas”.

Aqui estou, Senhor, usa minha voz, meu sorriso, meu olhar e ação para testemunhar que o Senhor é real.

Não se cale, meu querido irmão! Deus quer usar você e seu testemunho para alcansar a muitos. Testemunhar faz o Reino de Deus estar mais perto de nós.

No Amor do Amado

Carol

h1

O céu é a promessa, Vanusa!

março 5, 2008

A morte sempre nos pega de surpresa. Nunca sabemos quando virá e como virá. Por isso trago em meu coração as palavras de Ricardo Sá (canção nova), quando em uma entrevista disse que precisamos marcar a vida dos irmãos, pois não sabemos se os veremos de novo.

Este domingo, faleceu uma irmã da Comunidade, membro de uma Assembleia de Adoração. Seu nome era Vanusa.

Encontrei a Vanusa na quarta -feira da semana passada. No ponto de ônibus conversamos sobre como ela estava, como seus filhos tinham crescido ( e como era engraçado todos nós vigiando o menor pra que ele não puxasse a toalha do altar ou apagasse a vela). Vi muita alegria e satisfação nela aquele dia.

Sou grata ao Senhor por termos visto a Sua obra na vida dessa irmã e sabermos que o Senhor, realmente se tornou Senhor na casa e no coração dela. Não podemos deixar a inquietação tomar conta de nós nessa hora. Precisamos tomar posse da Promessa de Salvação e de céu, onde todos juntos adoraremos ao Senhor Face a Face. Onde não haverá lágrimas, nem saudade.

No Amor do Amado

Carol